Família Engler - Home
Última Atualização | Créditos | Copyright | Mapa | Menu | Política de Privacidade | Translate here
Atualizada em 06 jan 2010.

Sobre a Pesquisa

 Apresentação | Quem sou eu Dedicatória | Homenagem
Como ajudar
| Quem ajudou | Acompanhe a pesquisa 
| Perguntas Frequentes



Ondina

Homenagem

A vovó  Ondinandina Vasconcellos de Assumpção faleceu na madrugada de quarta-feira, 16/12/09, em Cascavel, PR, após mais de 2 meses internada, lutando bravamente.

Há praticamente 3 anos seu estado de saúde foi se deteriorando. No ano passado ela disse, apontando para o céu, que queria estar lá, com Jesus, pois encontraria seus pais, suas irmãs, seu marido...

Na quarta-feira, Deus a carregou carinhosamente e a tomou para si.

Obrigada, Senhor, por tudo que ela nos ensinou e tudo que ainda vamos descobrir... Que o Senhor nos ajude a aprender a viver sem ela...

Todos os dias eu me lembro das várias vezes em que ela me ligou “só para dizer eu te amo”; quando, com carinha faceira, vinha de manhã, no café, gastar seu francês com um "Bonjour, comment passez-vous?", muito bem faladinho... Dos muitos pastéis que ela fazia com prazer, até anunciar que estava cansada para fazer a massa. Sim, fazer a massa: nada de massa pronta de supermercado. E pastel RE-CHE-ADO: ovo cozido picado miudinho, bastante azeitona verde e carne moída. Então, tivemos o bom senso de nunca mais incluir o quitute na lista "o que você quer que eu faça para você comer”.

Não posso me esquecer dos guardanapos que ela bordava, costurava e sempre me mostrava perguntando o que achava. Eu ainda estava na porta, mal tinha entrado em casa, com minha inseparável mala.

Há pouco tempo atrás encontrei a reedição de um livro que ela passou minha vida inteira comentando: “As maluquices do Imperador”, de Paulo Setúbal. Contei essa "novidade", quando a vi, pela última vez, em novembro. Queria animá-la e tirá-la daquela situação entediante que é uma cama de hospital. Ela me olhou com olhos quase de compaixão, com serena indiferença. Então entendi que suas prioridades eram outras. A melhor coisa que pude fazer, naquela hora, foi dar um sorriso, quase que de desculpa, e beijá-la.

Vovó sempre dizia que quando era pequena, queria crescer e ser uma avó como foi sua avó Rita. A vovó Rita, com certeza, teria orgulho dela.

A despedida foi breve, pois o sepultamento foi na mesma quarta, dia 16/12/09, em Pres. Prudente, SP, às 18 horas. Ela sempre quis e pediu para ficar com meu avô Flávio. E assim foi feito.

Não posso deixar de registrar o apoio de nossos amigos e familiares e, em especial, àqueles que puderam comparecer nesta breve despedida, em Presidente Prudente: aos primos, tios e aos amigos da Igreja Presbiteriana Central da cidade. Alguns destes, há anos não tínhamos contato e a surpresa nos ajudou a consolar nossa dor.


O que me fez pensar em uma longa fita de tecido, bem bonita, para dar laços: os nós e laços podem estar distantes, mas a fita é única e continuamos juntos.

Deus os abençoe.

16/12/09.

                                              

Agradecimento –  São Lucas Hospital FAG / Hospital Salete

Gostaríamos de registrar nosso agradecimento às equipes do Hospital Nossa Senhora da Salete e São Lucas Hospital FAG, de Cascavel, PR pelo atendimento prestado a Sra. Ondina Vasconcellos de Assumpção, nos seus últimos meses de vida.

Ao adentrar um ambiente hospitalar, a família delega aos profissionais de saúde a responsabilidade pelo cuidado que não é capaz de oferecer em condições normais. Neste momento, espera-se minimamente um cuidado pronto, correto e ético.

O corpo clínico e, em destaque, a equipe de enfermagem extrapolaram este cuidado mínimo e ofereceram atenção, humanidade e carinho.

Temos certeza de que este foi um diferencial nos cuidados à nossa querida mãe e avó e por isso nós, familiares, agradecemos por terem feito aquilo que era preciso, da forma como gostaríamos de fazer, quando não nos era mais possível.

Dona Ondina foi e será sempre para nós, um exemplo de fé, de vida cristã e de doação. Não vemos outra maneira de encerrar este agradecimento, que não seja uma oração a Deus, para que os abençoe:

UMA BÊNÇÃO ANTIGA


"Que tua vida, amigo, seja sempre para o melhor,
 Que o sol aqueça teu viver, que a chuva caia suave no teu lar.
Até nos encontrarmos outra vez, 
Que Deus te segure nas suas mãos,
Que o Senhor te abençoe e guarde,  
Que o Senhor sobre ti levante o rosto,
E te dê a paz”.

Família Assumpção

Flávio, Lucila, Celso, Luiz Carlos, Cecília, Walter e Leny (filhos); Cybelle, Lêda Beatriz, Carolina, Rafael, Juliana, Clara Beatriz, Christiano, Matheus, Diego, Aline, Flávia e Isabela (netos); e, Victor (bisneto).


Engler no Brasil | Carlos Engler | Langsdorff | Hercules Florence 
Citações na Literatura e Internet | Álbum de Família 
 
Árvore Genealógica | Folha de Família | Construa sua Árvore 
 Fontes de Informação |
Como ajudar | Quem ajudou  
Sobre a pesquisa | Política de Privacidade | Área Técnica

e-mail
caf
Created in Feb.1999
Copyright © 1999-
2009  * All rights reserved.

Livro de Visitas: Assine e Veja